Definições e Indicações

Ortodontia é uma especialidade da odontologia que atua no diagnóstico, tratamento e prevenção das irregularidades dos dentes e da face. No passado, o tratamento ortodôntico estava associado às crianças, porém hoje não existe idade máxima. Os adultos normalmente preferem os brackets estéticos, que tem a cor do dente e quase não aparecem.

O aparelho não serve só para consertar os dentes tortos. A boca, os músculos da face e os dentes funcionam sempre juntos. Quando alguma das partes está alterada, interfere na estética da face, na fala, na deglutição e até mesmo na respiração. Embora seja difícil prever o tempo do tratamento ortodôntico, pois ele depende de vários fatores, em média leva-se de 18 a 36 meses.

A maioria das pessoas imagina que a correção de dentes deve ser feita na adolescência, porém, o melhor é que uma primeira avaliação seja feita nos dentes de leite por volta dos 4 e 5 anos. Cuidando desde cedo, previnem-se diversos problemas, como tratamentos longos, extração de dentes, doenças periodontais e cirurgias corretivas no futuro. São sinais da necessidade de tratamento ortodôntico:

• Dentes não alinhados;
• Dente de leite retido, isto é, não cai e o permanente não nasce;
• Ausência de algum dente;
• Dentes que nascem no lugar errado: no céu da boca, ao lado da língua, girados, encavalados;
• Mordida aberta: a criança fecha a boca e os dentes da frente não se tocam (normalmente devido ao uso de chupeta ou ao hábito de chupar o dedo);
• Mordida cruzada: os dentes de cima ficam para dentro dos de baixo ao fechar a boca;
• Dificuldades na deglutição: a criança faz careta, gestos ou contrai a boca para engolir;
• Alterações ósseas: queixo muito para frente ou para trás;
• Respiração pela boca: muitas vezes decorrente do hábito de chupar o dedo.

Outras informações importantes:
• Etapas da Escovação
• Objeto entre os dentes
• Mordidas na Lingua / Bochecha